Vivitrol

Atualizado em: Setembro 2018


publicidade

Indicação

Para que serve?

Vivitrol é indicado para o tratamento da dependência do álcool e para a prevenção de recaídas após a desintoxicação de opiáceos, adultos.

Posologia

Como usar?

Vivitrol deve ser administrado por um médico ou enfermeiro através de uma injeção no músculo. A dose recomendada e a duração do tratamento de Vivitrol deve ser indicadas pelo seu médico, pois dependem da gravidade do problema a tratar e da resposta individual de cada paciente ao tratamento.

Geralmente, é recomendada a administração de Vivitrol 1 vez por mês.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Vivitrol podem incluir sintomas de depressão, pneumonia, reações de alergia na pele como urticária, coceira, inchaço ou vermelhidão na pele ou dor no peito e dificuldade em respirar, náusea, sonolência, dor de cabeça, vômito, perda de apetite, dor nas juntas, dores nos músculos, sintomas de resfriado, problemas em adormecer ou dores de dentes.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Vivitrol está contraindicado para pacientes dependentes de remédios opióides para a dor ou remédios para a tosse, para a gripe ou para a diarreia contendo opióides, pacientes dependentes de drogas como heroína, pacientes com sintomas de abstinência como ansiedade, sonolência, febre, suores excessivos, olhos lacrimejando, nariz pingando, arrepios, tremores, dores nos músculos, náusea, calafrios ou ondas de calor, inquietação, vômito, diarreia ou dores no estômago e para pacientes com alergia à Naltrexona ou a algum dos componentes da fórmula ou do diluente.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

Vivitrol tem na sua composição Naltrexona, um composto que atua no organismo bloqueando completamente e reversivelmente os efeitos das drogas e opióides.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Vivitrol, deverá falar com o seu médico se estiver grávida, pretendendo engravidar ou amamentando, tiver problemas no fígado ou nos rins, tiver historial de abuso de drogas, hemofilia ou outros problemas de sangramento ou se estiver a tomar outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica e medicamentos para a gripe, tosse ou diarreia.

Durante o tratamento com Vivitrol nunca deve consumir drogas como heroína, remédios opióides para a dor como Vicodin ou remédios para a tosse, para a gripe ou para a diarreia contendo opióides, pois este remédio bloqueia o efeitos destas drogas, o que pode levar ao seu consumo excessivo ou mesmo à morte por overdose. Além disso, durante o tratamento com Vivitrol, caso sinta sintomas como dificuldade em respirar ou respiração lenta, tontura, lentidão ou confusão, ou sintomas no local da injeção como dor, rigidez, inchaço, caroços, crosta escura ou mesmo ferida aberta no local da injeção, deve ir ao pronto socorro logo que possível.

O tratamento com Vivitrol pode causar problemas graves no fígado ou hepatite, devendo consultar o seu médico caso sinta sintomas como dor no estômago, urina escura, amarelamento da parte branca dos olhos ou cansaço extremo.

Durante o tratamento com Vivitrol deve tomar especial cuidado ao dirigir veículos ou máquinas, pois este medicamento pode causar tontura e sonolência.

O tratamento com Vivitrol​ nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser rigorosamente respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Vivitrol ​é um medicamento para uso hospitalar, que apenas deve ser administrado por um médico, pelo que a sua administração excessiva é pouco provável.

Composição

Vivitrol​ tem na sua composição o principio ativo Naltrexona.

(Excipientes: polilactido-co-glicolido, sal de carboximetilcelulose de sódio, polissorbato 20, cloreto de sódio, e água para injeção).

Laboratório

Alkermes,Inc.

- Site: http://www.alkermes.com/

O genérico de Vivitrol é a Naltrexona e outro remédio semelhante pode ser o Revia.

< Viverdal < Vivitrol > Vodol >
publicidade