Victan



Indicação

Para que serve?

Victan é indicado para o tratamento de crises de ansiedade, crises de angústia, abstinência alcoólica e para o tratamento e prevenção de delírios com tremores, em adultos.

Posologia

Como usar?

A dose recomendada e a duração do tratamento devem ser indicadas pelo médico, pois dependem da resposta individual de cada paciente ao tratamento.

Geralmente, a dose recomendada varia de meio a um comprimido e meio por dia, de acordo com indicação médica.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Victan podem incluir tontura, sonolência, cansaço, fraqueza muscular, dificuldade em dormir, dor de cabeça, problemas de memória, urticária na pele, irritabilidade ou excitação.

publicidade

Contraindicações

Quando não devo usar?

Victan está contraindicado para crianças, pacientes com doenças respiratórias como insuficiência respiratória grave, doença ou problemas no fígado ou rins, pacientes com doenças musculares como miastenia gravis, apneia do sono e para pacientes com alergia ao Loflazepato de Etilo ou a outros componentes da fórmula.

Farmacocinética

Como funciona?

O Victan é um medicamento que tem na sua composição Loflazepato de Etilo, um composto com propriedades ansiolíticas, que pertence ao grupo das benzodiazepinas.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Victan​, deverá falar com o seu médico se tiver grávida, tiver mais de 65 anos, pretendendo engravidar ou amamentando, tiver alguma doença, historial de alergia a outros medicamentos ou se estiver a tomar outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Victan é um medicamento que pode causar dependência física ou psicológica, pelo que, apenas deve ser utilizado de acordo com indicação médica. Em casos de dependência ou uso prolongado, quando o tratamento é interrompido bruscamente, podem ser sentidos sintomas como insônia, dor de cabeça, dores musculares, ansiedade, irritabilidade e agitação.

Durante o tratamento com Victan​ deve evitar dirigir veículos ou maquinas, pois este medicamento pode causar sonolência ou diminuição dos reflexos.

O tratamento com Victan​ nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser rigorosamente respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de toma excessiva de Victan​, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento.

Composição

Victan por cada 1 comprimido contém:

Loflazepato de Etilo ______________________________ 2 mg
Excipientes ______________________________ 1 comprimido

(Excipientes: glicolato de amido, sódico, celulose microcristalina, óleo de rícino hidrogenado, lactose monohidratada, estearato de magnésio, laca alumínica amarelo laranja S, hidroximetilpropilcelulose, polietilenoglicol 6000 e eudragit E).

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Caso ocorra o esquecimento da administração de uma dose de Victan deve saltar a dose esquecida e tomar apenas a dose do horário seguinte. As doses de Victan nunca devem ser administradas a dobrar ou em horários muito próximos.

Interações Medicamentosas

Victan não deve ser administrado em conjunto com alguns medicamentos ou substâncias sem orientação médica, como bebidas alcoólicas, medicamentos depressores do sistema nervoso central como benzodiazepinas, analgésicos, antitússicos, barbitúricos, anti-histamínicos, antidepressivos ou neurolépticos, cisapride, clozapina ou depressores neuromusculares.

Laboratório

Sanofi

- SAC 0800-703 00 14

O genérico de Victan é o Loflazepato de Etilo​ e outros remédios para a ansiedade podem ser Ansitec, Calman, Lexotan ou Alprazolam.

< Vicog < Victan > Victoza >
publicidade