Toplexil

publicidade

Indicação

Para que serve?

Tratamento sintomático da tosse (irritativa, não produtiva, espasmódica, seca) associada a várias condições respiratórias.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Não deve ser administrado a pacientes alérgicos aos componentes de Toplexil; ligada à oxomemazina: insuficiência respiratória, qualquer que seja o grau; ligada ao paracetamol: insuficiência hepatocelular.

Posologia

Como usar?

Adultos: 3 a 6 colheres das de chá por dia. Quando houver predominância de tosse noturna, reforçar a dose da noite a critério médico. Superdosagem: ligada à oxomemazina: o quadro pode ser caracterizado por depressão e coma. O tratamento é sintomático e, eventualmente, pode ser necessária respiração assistida ou artificial e anticonvulsivantes. Ligada ao paracetamol: uma dosagem maciça provoca citólise hepática, com susceptibilidade à necrose completa e irreversível. Os sinais clínicos manifestam-se, geralmente, nas primeiras 24 horas. O tratamento deverá ser realizado em unidade especializada. Os sinais clínicos de lesão hepática podem aparecer mais tardiamente.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

O efeito adverso mais comumente observado é sonolência. Entretanto, mais raramente, pode-se observar constipação e retenção urinária, confusão mental, boca seca, efeitos gastrintestinais (em particular intolerância digestiva), discinesias tardias, leucopenia e agranulocitose.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes do início do tratamento antitussígeno, é conveniente que se investigue as causas da tosse, para identificar aquelas que requerem tratamento etiológico próprio, principalmente asma, câncer, afecções endobrônquicas, entre outras. Caso a tosse persista após a administração de antitussígeno em doses usuais, não é conveniente que se aumente a posologia, mas que se faça uma revisão da situação clínica. Recomenda-se não utilizar este medicamento em crianças com menos de 2 anos de idade. Ligada à oxomemazina: é desaconselhado o consumo de bebidas alcoólicas durante o tratamento. Em caso de prescrição para pacientes diabéticos, observar sempre a presença de açúcar como excipiente do xarope. Deve-se ter cautela ao administrar Toplexil a indivíduos condutores de veículos ou máquinas potencialmente perigosas, devido ao risco de sonolência. Gravidez: a inocuidade de Toplexil durante a gravidez ainda não foi estabelecida. Portanto, recomenda-se que a sua utilização somente seja feita após avaliação da relação risco-benefício. Interações medicamentosas: Toplexil pode potencializar os depressores do SNC bem como os atropínicos centrais, quando em associação com outras substâncias anticolinérgicas (outros anti-histamínicos, depressores imipramínicos, neurolépticos fenotiazínicos, antiparkinsonianos anticolinérgicos, antiespasmódicos atropínicos e disopiramida).

Composição

Cada 5 ml de xarope (equivalente a uma colherde chá) contém: oxomemazina 1,66 g, guaifenesina 33,30 mg, benzoato de sódio 33,30 mg, paracetamol 33,30 mg, excipientes q. s. p. 5 ml. Excipientes: glicerina, ácido cítrico, citrato trissódico, essência de caramelo, caramelo, açúcar e água.

Apresentação

Frasco de 120 ml de xarope.

Laboratório

Rhodia Farma Ltda.

SAC: 0800-112300

< Topison < Toplexil > Toragesic >
publicidade