Superan

publicidade

Indicação

Para que serve?

Antiemético e antinauseoso, principalmente durante terapia antineoplásica.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Contra-indicado em pacientes que tenham apresentado anteriormente quadro de discinesia tardia com o uso de neurolépticos. Tambem contra-indicado em pacientes hipersensiveis as benzamidas substituidas.

Posologia

Como usar?

A posologia deve ser ajustada pelo médico em função da necessidade e da resposta do paciente ao produto.

As doses diárias médias (que podem ser subdivididas em 3 a 4 tomadas segundo critério médico) são:
Adultos - Comprimidos e solução injetável: 100 a 200 mg ( 2 a 4 comprimidos ou ampolas im ou iv) ao dia. Dose média: 3 comprimidos ou 3 ampolas ao dia.

Crianças - Comprimidos (para crianças maiores de 6 anos): 25 mg (1/2 comprimido) 3 vezes ao dia. Solução injetével: nos casos agudos, começar com 25 mg (1/2 ampola) im ou iv lenta, prosseguindo com a forma gotas assim que possível. Gotas pediatricas: 2 a 6 mg (4 a 12 gotas) por kg de peso ao dia, subdivididas em 3 tomadas. Dose média: 5 mg (10 gotas) por kg de peso ao dia, subdivididas em 3 tomadas.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

O uso da alizaprida pode provocar sonolência e, muito raramente, vertigens, cefaléia, insônia e diarréia. A título excepcional, podem ocorrer sintomas extrapiramidais como espasmos faciais, movimentos involuntarios e torcicolo, particularmente em criancas (em geral, estas reações cedem espontânea e completamente com a supressão do tratamento); hipotensão ortostática, com a utilização de doses elevadas; efeitos endocrinos como amenorréia, galactorréia, ginecosmastia e hiperprolactinemia; discinesias tardias ao longo de tratamentos prolongados.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

No estágio atual do conhecimento, é prudente não prescrever a alizaprida em pacientes com suspeita de feocromocitoma sem controle médico rigoroso. Em razão da eliminação urinária do produto, deve-se diminuir a posologia e promover tratamentos descontinuados em presença de insuficiência renal grave. A duração dos tratamentos não deve ultrapassar uma semana. Embora os estudos em modelos animais não tenham indicado sinais de teratogenia ou embriotoxicidade, é aconselhável evitar o uso da alizaprida durante a gestação. Devido a ausência de dados sobre a excreção da alizaprida pelo leite materno, o emprego de superan também não é recomendado durante a lactação.

Interações medicamentosas: a associação com neurolépticos é desaconselhada devido a possibilidade de sinergismo de efeito central. De modo reverso, o uso simultâneo com atropínicos pode resultar na dimunição da atividade da alizaprida.

É desaconselhavel a tomada simultânea de bebidas alcoólicas.

Composição

Comprimidos e solução injetável: cada comprimido ou ampola de 2 ml contêm 55,80 mg de cloridrato de alizaprida (equivalentes a 50 mg de alizaprida base). gotas pediátricas: cada ml (aproximadamente 24 gotas) contêm 13,61 mg de cloridrato de alizaprida (equivalentes a 12 mg de alizaprida base).

Apresentação

Comprimidos: caixa com 20 unidades. solucao injetavel: caixa com 6 ampolas de 2 ml. gotas pediatricas: frascos com 30 ml.

Laboratório

Synthelabo-Espasil Quím. e Farm. Ltda.

< Sulfiram < Superan > Superhist >
publicidade