Streptase

publicidade

Indicação

Para que serve?

A streptase é indicada no tratamento do infarto agudo transmural do miocárdio com elevação persistente do segmento ST ou recente bloqueio do ramo esquerdo, trombose venosa profunda, embolia pulmonar maciça aguda, tombose aguda e subaguda das artérias periféricas, doença arterial obstrutiva crônica, oclusão de artéria ou veia central da retina, oclusões venosas, trombose aguda, subaguda e crônica, bem como embolia de veias periféricas e vasos arteriais.

Posologia

Como usar?

A administração de streptase deve ser realizada via intravenosa ou intra-arterial por um profissional de saúde.

A duração do tratamento depende da natureza e da extensão da obstrução vascular e do problema em questão:

Infarto agudo transmural do miocárdio com elevação persistente do segmento ST ou recente bloqueio do ramo esquerdo

  • Administração sistêmica: Na lise de curto prazo, administrar 1.500.000 UI de Streptase dentro de 60 min.
  • Administração local: Administrar 20.000 UI de Streptase e uma dose de manutenção de 2.000 UI a 4.000 UI por minuto durante 30 min. a 90 min. ƒ

Trombose aguda, subaguda e crônica, ou embolia de vasos arteriais e venosos periféricos e doença arterial obstrutiva crônica

  • Administração sistêmica: Na trombólise de curto prazo, administrar uma dose inicial de 250.000 UI de Streptase dentro de 30 min., seguido por uma dose de manutenção de 1.500.000 UI por hora ao longo de um período máximo de seis horas. Repetir no dia seguinte, dependendo do sucesso terapêutico da lise. Na lise de longo prazo para o tratamento de oclusões periféricas pode ser considerada. Uma dose inicial de 250.000 UI de Streptase é administrada dentro de 30 min., seguida por uma dose de manutenção de 100.000 UI por uma hora. Na clusão vascular periférica a duração máxima é de 5 dias.
  • Administração local: Administrar 1.000 UI a 2.000 UI em intervalos de 3 a 5 min. A duração da administração depende da extensão e localização da oclusão vascular, totalizando em até 3 horas uma dose de, no máximo, 120.000 UI de Streptase.

ƒ Oclusões de artérias ou veias centrais da retina

  • Administração sistêmica: Em caso de trombose dos vasos centrais da retina, a lise de oclusões arteriais deve ser limitada ao máximo de 24 horas e de oclusões venosas ao máximo de 72 horas.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Podem ocorrer febre e calafrios, cefaléia, sintomas gastrintestinais, exantema generalizado, lombalgia e dores musculoesqueléticas, aumento ou diminuição do ritmo cardíaco, rubor, urticária e dispnéia.

Além disso, ainda com menos frequência podem ocorrer hemorragias, arritmias, edema pulmonar não cardiogênico, elevações transitórias das transaminases séricas.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Este remédio é contraindicado em casos de hemorragia interna ativa, acidente cerebrovascular recente, cirurgia intracraniana ou intra-espinhal, neoplasma intracraniano conhecido; hipertensão grave incontrolável, distúrbios da coagulação incontroláveis ou reações alérgicas prévias severas à estreptoquinase.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

O risco da terapia deve ser considerado nos seguintes casos: hemorragia gastrintestinal severa recente, punção de artérias de grosso calibre ou outros vasos não compressíveis, injeções intramusculares, sondagem vesical de demora ou entubação, cirurgias recentes, trauma recente severo, inclusive reanimação cardiopulmonar, aborto ou parto recente, doenças do trato urogenital potencialmente hemorrágicas ou suspeita de degeneração aterosclerótica severa.

Além disso, também deve ser uado com cuidado em condições que conduzem a um risco de embolia cerebral, doenças pulmonares cavitárias, bronquite grave, pancreatite aguda ou diabete mellitus grave, doença trombótica séptica.

O tratamento simultâneo ou prévio com anticoagulantes ou dextranos pode também aumentar o risco de hemorragia, por isso, se a pessoa recebeu heparina previamente, esta deve ser descontinuada e o tempo de trombina ou o tempo de tromboplastina parcial ativada deve ser menor que o dobro do valor normal antes de iniciar a terapia trombolítica.

Composição

Cada frasco-ampola de pó liofilizado contém:

Streptase 250.000 UI :

Estreptoquinase___________________________250.000 UI

Excipientes___________________________q.s.p. 1 ampola

Streptase 750.000 UI :

Estreptoquinase___________________________750.000 UI

Excipientes___________________________q.s.p. 1 ampola

Streptase 1.500.000 UI

Estreptoquinase_________________________1,500.000 UI

Excipientes___________________________q.s.p. 1 ampola

(Excipientes: albumina humana, glutamato de sódio monobásico , fosfato de sódio monobásico di-hidratado e fosfato de sódio dibásico di-hidratado).

Laboratório

Hoechst Marion Roussel

Tel: 55 (011) 5683-7847

< Strepsils < Streptase > Suavicid >
publicidade