Sporostatin 500 mg

publicidade

Indicação

Para que serve?

O Sporostatin é indicado para o tratamento de micoses da pele, pêlos e unhas.

Posologia

Como usar?

Os períodos recomendados de tratamento para Tinea capitis são de 4 a 6 semanas, para Tinea corporis são de 2 a 4 semanas, para Tinea pedis, são de 4 a 8 semanas e para a Tinea unguium, dependendo da velocidade de crescimento das unhas dos dedos da mãosão pelo menos 4 meses e unhas dos pés são pelo menos 6 meses.

É tembém necessário usar um creme ou uma pomada antifúngica ao mesmo tempo que se faz o tratamento com Sporostatin, principalmente em infecções por Tinea pedis.

Posologia em adultos:

A dose recomendada é de 500 mg em dose única ou doses fracionadas para infecções por Tinea corporis, Tinea cruris e Tinea capitis.

Para as infecções fúngicas de erradicação mais difícil, tais como Tinea pedis e Tinea unguium, recomenda-se uma dose diária de 1 g.

Posologia em crianças:

A dose pediátrica eficaz é de 11 mg/kg/dia. Assim, para crianças com peso entre 14 e 23 kg, a dose recomendada é de 125 a 250 mg diários. Para crianças com peso acima de 23 kg, a dose recomendada é de 250 a 500 mg diários. Não está estabelecida uma posologia para crianças até 2 anos.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Podem ocorrer efeitos colaterais de hipersensibilidade como erupção cutânea, urticária e, raramente, edema angioneurótico e necrose epidérmica.

Em raras ocasiões, após tratamentos prolongados, tem-se comunicado parestesia das mãos e pés.

Outros efeitos secundários comunicados ocasionalmente incluem candídiase oral, náuseas, vômitos, transtornos epigástricos, diarréia, cefaléia, fadiga, tontura, insônia, confusão mental e redução do desempenho em atividades rotineiras.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O Sporostatin não é indicado para infecções leves que respondem a agentes tópicos isoladamente e é contra-indicado para pessoas com porfiria, insuficiência hepato-celular ou com histórico de hipersensibilidade ao produto.

Além disso, este medicamento é contra-indicado para mulheres grávidas ou com intenção de engravidar.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Como a griseofulvina é derivada de uma espécie de Penicillium, existe a possibilidade de sensibilidade cruzada com a penicilina.

Podem ocorrer reações de fotossensibilidade, por isso deve-se evitar a exposição à luz solar ou artificial intensa.

Devido a indicações de que a griseofulvina tem demonstrado efeitos lesivos in vitro sobre os genomas de células, os homens que completarem o tratamento, devem esperar um período de no mínimo seis meses para ter filhos. As mulheres devem evitar a gravidez enquanto estiverem recebendo o tratamento com griseofulvina.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

O Sporostatin tem na sua composição griseofulvina, que é um agente fungistático com atividade contra várias espécies de Microsporum, Epidermophyton e Trichophyton.

A griseofulvina age depositando-se nas células precursoras da queratina e apresenta maior afinidade para tecidos patológicos do que tecidos normais. Esta substância liga-se firmemente à queratina nova, que se torna altamente resistente à invasão de fungos.

Composição

Cada comprimido de Sporostatin contém:

Griseofulvina__________________________________500 mg

Excipientes__________________________q.s.p. 1 comprimido

(Excipientes: dióxido de silício, poloxâmer, amido de milho e estearato de magnésio).

Laboratório

Mantecorp Indústria Química e Farmacêutica Ltda.

- SAC: 0800 011 7788

Dizeres legais:

MS 1.0093.0100 | Farm.Resp.: Lucia Lago Hammes - CRF-RJ 2.804

< Sporanox < Sporostatin 500 mg > Stalevo comprimidos >
publicidade