Quais os antibióticos que cortam o efeito do anticoncepcional

Atualizado em: Março 2018


publicidade

Embora ainda persista a ideia de que os antibióticos cortam o efeito da pílula anticoncepcional, a verdade é que muitos estudos comprovam que maior parte deles não interferem com a sua ação.

Apenas a Rifampicina e a Rifabutina interferem com a ação do anticoncepcional, porque aumentam a velocidade com que são metabolizados e consequentemente levam a uma diminuição destes hormônios no sangue, levando a uma alteração do seu efeito terapêutico.

O que devo fazer durante o tratamento?

Durante o tratamento com Rifampicina e Rifabutina, como o efeito do anticoncepcional está diminuido, há o risco de engravidar. Nestes casos deve-se usar preservativo durante o tempo em que for feito o tratamento e até 7 dias depois de parar de tomar o antibiótico.

Não preciso me preocupar se tomar outro antibiótico?

Além da Rifampicina e da Rifabutina, não há estudos que comprovem que exista mais algum antibiótico que corte o efeito do anticoncepcional, no entanto acredita-se que a ampicilina e a tetraciclina possam também interferir com o seu efeito.

Além disso, muitos antibióticos podem alterar a flora intestinal e provocar diarreia. Nestes casos, se a diarreia ocorrer nas 4 horas seguintes à toma do anticoncepcional, existe o risco de a pílula não ter sido completamente absorvida pelo organismo, podendo ocorrer uma gravidez. Caso isso aconteça, é importante informar o médico.

publicidade