Qlaira

publicidade

Indicação

Para que serve?

Qlaira é um anticoncepcional indicado para prevenir a gravidez.

Posologia

Como usar?

Para auxiliar no controle da ingestão dos comprimidos, dentro do cartucho do medicamento há um calendário-adesivo com 7 tiras adesivas mostrando os dias da semana. Deve-se retirar a tira que corresponde ao dia do início de uso, por exemplo, se a pessoa iniciar a Qlaira na quarta-feira, deve utilizar o adesivo que começa com Qua e colar no espaço indicado para a mesma, de modo que o dia da semana correspondente ao “Início” fique exatamente acima do comprimido de número 1, desta forma, a pessoa pode verificar se tomou a pílula de um determinado dia da semana. Deve-se seguir a direção das flechas, até que se tenham tomado todos os 28 comprimidos.

Depois, deve-se iniciar o uso da próxima cartela no dia seguinte ao término da cartela atual, ou seja, sem intervalo de pausa entre uma cartela e outra, independente do sangramento ter cessado ou não. Isto significa que você deve começar a próxima cartela sempre no mesmo dia da semana da cartela anterior e o sangramento por privação deve ocorrer sempre no mesmo dia da semana todo mês.

Veja com mais pormenor como tomar o anticoncepcional corretamente.

Início do uso de Qlaira:

  • Quando nenhum outro contraceptivo hormonal foi utilizado no mês anterior: Iniciar no primeiro dia do ciclo, isto é, no primeiro dia de sangramento.
  • Mudando de pilula combinada, anel vaginal ou adesivo transdérmico para Qlaira: Deve-se começar a tomar Qlaira no dia seguinte ao término da tomada do último comprimido ativo da cartela do contraceptivo que se estava usando. Se se estiver mudando de anel vaginal ou adesivo transdérmico, deve-se iniciar o uso de Qlaira no dia da retirada do último anel ou adesivo do ciclo.
  • Mudando de contraceptivo contendo somente progestógeno ou do Sistema Intrauterino (SIU) para Qlaira: No caso de minipílula, o uso de Qlaira pode ser iniciado a qualquer momento. Nos casos de injeção, implante ou SIU, a Qlaira deve ser iniciada na data prevista para a próxima injeção ou no dia de remoção do implante ou do SIU, mas em todos esses casos, adicionalmente, deve-se utilizar camisinha durante os 9 primeiros dias de uso de Qlaira.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos adversos mais comuns que podem ocorrer com o uso de Qlaira são instabilidade emocional, depressão, diminuição ou perda do desejo sexual, enxaqueca, náuseas, dor nas mamas e sangramento uterino inesperado.

Além disso, embora seja muito raro, podem ocorrer eventos tromboembólicos arterial e venoso.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Este anticoncepcional não deve ser usado nos seguintes casos:

  • História atual ou anterior de formação de trombose, embolia pulmonar ou formação de coágulos em outras partes do corpo;
  • História atual ou anterior de ataque cardíaco ou derrame cerebral;
  • História atual ou anterior de um determinado tipo de enxaqueca com sintomas visuais, dificuldade para falar, fraqueza ou adormecimento em qualquer parte do corpo;
  • Diabetes mellitus com lesão do sistema vascular;
  • História atual ou anterior de doença do fígado;
  • História atual ou anterior de câncer que pode se desenvolver sob a influência de hormônios sexuais;
  • História atual ou anterior de tumor no fígado;
  • Presença de sangramento vaginal sem explicação;
  • Ocorrência ou suspeita de gravidez;

Além disso, este medicamento não deve ser usado em pessoas com alergia ao valerato de estradiol, dienogeste ou a qualquer um dos componentes de Qlaira.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Qlaira, como todos os demais contraceptivos hormonais, não protege contra as infecções causadas pelo HIV, nem contra qualquer outra doença sexualmente transmissível.

Antes de iniciar a toma do anticoncepcional, deve-se falar com o médico acerca de situações como uso de cigarro, diabetes, excesso de peso, pressão alta, alterações cardíacas, inflamação das veias, veias varicosas, história de níveis altos de colesterol ou triglicéride no sangue, doença do fígado ou da vesícula biliar, doença de Crohn ou colite ulcerativa, lúpus eritematoso sistêmico, síndrome hemolítico-urêmica, anemia falciforme, condição que tenha ocorrido pela primeira vez, ou piorado, durante a gravidez ou uso prévio de hormônios sexuais como, perda de audição, porfiria, herpes gestacional e coreia de Sydenham, cloasma ou angioedema hereditário. Deve-se consultar o médico imediatamente se ocorrerem sintomas de angioedema.

Como ocorre com todos os anticoncepcionais, pode surgir, durante os primeiros meses de uso, sangramento intermenstrual irregular.

Medicamentos que podem interferir com a eficácia do anticoncepcional são alguns remédios utilizados para o tratamento de epilepsia, tuberculose, AIDS e Hepatite C, infecções fúngicas, infecções bacterianas, certas doenças cardíacas, pressão alta, medicamentos que contenham Erva de São João e suco de toronja. Deve-se por isso, alertar o médico que prescreve estes remédios de que se estar a tomar Qlaira.

Veja quais os antibióticos que cortam o efeito do anticoncepcional.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

Cada comprimido ativo colorido de Qlaira contém uma pequena quantidade de hormônios femininos, sendo que alguns comprimidos contêm somente valerato de estradiol e outros contêm valerato de estradiol combinado com dienogeste.

Estes hormônios agem impedindo que ocorra ovulação. Além disso, alteram as condições do muco cervical, dificultando a penetração dos espermatozóides e causam também uma alteração do endométrio.

Os contraceptivos que contêm dois hormônios diferentes, como Qlaira, são chamados de contraceptivo combinado. Quando mulheres com ciclo natural, ou seja, que não utilizam qualquer contraceptivo hormonal, iniciam a primeira cartela de Qlaira a partir do primeiro dia do ciclo a eficácia contraceptiva é atingida e não há necessidade de medidas contraceptivas adicionais

Existe o risco de trombose se tomar Qlaira?

O risco de formação de coágulo nas veias durante o uso de Qlaira, que tem valerato de estradiol, é atualmente desconhecido.

Estudos de longa duração com etinilestradiol sugerem que pode existir uma ligação entre o uso de pílula e um risco aumentado de coágulos arteriais e venosos, embolia, ataque cardíaco ou derrame. A ocorrência destes eventos é rara. O risco de ocorrência de tromboembolismo venoso é mais elevado durante o primeiro ano de uso.

O risco de ocorrência de trombose em usuárias de pílulas contendo baixa dose de estrogênio é duas a três vezes maior que em não usuárias destes anticoncepcionais.

O que fazer em caso de vômitos ou diarreia intensa?

Se ocorrer vômito ou diarreia intensa após a ingestão de qualquer um dos 26 comprimidos ativos de Qlaira, as substâncias ativas podem não ter sido absorvidas completamente.

Se ocorrer vômito no período de 3 a 4 horas após a ingestão do comprimido ativo, é como se a pessoa tivesse esquecido de tomá-lo.

O que fazer se esquecer de tomar Qlaira?

Se forem esquecidos os comprimidos brancos inativos não é necessário ingeri-los pois eles não contêm substâncias ativas e a prevenção da gravidez está assegurada. Todavia, é importante que estes comprimidos brancos esquecidos sejam descartados e que se continue com a próxima cartela no horário habitual.

As recomendações a seguir referem-se somente a comprimidos ativos esquecidos: Dependendo do dia do ciclo no qual um comprimido ativo foi esquecido, deve-se usar preservativo.

  • Se houver um atraso de menos de 12 horas do horário habitual de ingestão dos comprimidos, a proteção contraceptiva não será reduzida. Deve-se ingerir imediatamente o comprimido esquecido e continuar o restante da cartela no horário habitual.
  • Se houver um atraso de mais de 12 horas do horário habitual de ingestão dos comprimidos, a proteção contraceptiva pode ficar reduzida. Dependendo do dia do ciclo em que ocorreu o esquecimento, deve-se usar preservativo. Se mais de um comprimido da mesma cartela for esquecido, deve-se informar o médico. Não se deve ingerir mais de 2 comprimidos ativos em um mesmo dia para compensar os comprimidos esquecidos.
  • Se ocorrer esquecimento de iniciar uma nova cartela ou de ingerir um ou mais comprimidos durante o período entre o 3º e o 9º dia da cartela e ocorrer relação sexual durante os 7 dias anteriores ao esquecimento, pode ocorrer gravidez.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Os sintomas que podem ocorrer no caso de superdose de comprimidos ativos são náuseas, vômitos e, em usuárias jovens, sangramento vaginal discreto.

Composição

Cada blíster de 28 comprimidos revestidos contém:

2 comprimidos revestidos amarelo escuro contendo:

Valerato de estradiol_____________________________3 mg

Excipientes________________________q.s.p. 1 comprimido

5 comprimidos revestidos vermelho médio contendo:

Valerato de estradiol_____________________________2 mg

Dienogeste____________________________________2 mg

Excipientes________________________q.s.p. 1 comprimido

17 comprimidos revestidos amarelo claro contendo:

Valerato de estradiol_____________________________2 mg

Dienogeste____________________________________3 mg

Excipientes________________________q.s.p. 1 comprimido

2 comprimidos revestidos vermelho escuro contendo:

Valerato de estradiol_____________________________1 mg

2 comprimidos revestidos brancos inativos contendo:

Excipientes________________________q.s.p. 1 comprimido

(Excipientes dos comprimidos revestidos coloridos ativos: lactose monoidratada, amido, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, talco, dióxido de titânio, óxido de ferro amarelo e/ou óxido de ferro vermelho).

(Excipientes dos comprimidos revestidos brancos inativos: lactose monoidratada, amido, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, talco, dióxido de titânio).

Laboratório

Bayer S.A.

- SAC 0800 7021241

Dizeres legais:

MS - 1.7056.0049 | Farm. Resp.: Dra. Dirce Eiko Mimura CRF-SP nº 16532

< Pyverm < Qlaira > Qsymia >
publicidade