Primidona

Atualizado em: Maio 2018


publicidade

Indicação

Para que serve?

A Primidona em comprimidos é indicado para a epilepsia e pode ser utilizada isolada ou com outros anticonvulsivantes, no controle das crises epilépticas psicomotoras e focais.

Este remédio pode controlar as convulsões refratárias à terapia com outros anticonvulsivantes.

Além disso, também é indicado para tremor essencial, particularmente em idosos.

Posologia

Como usar?

Este remédio é de uso Adultos e pediátrico acima de 8 anos:

  • Anticonvulsivo

A dose recomendada é de 100 a 125 mg uma vez ao dia, por via oral, ao deitar, durante os 3 primeiros dias, aumentar para duas vezes ao dia, no 4º, 5º e 6º dias e depois aumentar para três vezes ao dia, no 7º, 8º e 9º dia. No 10º dia, passar para 250 mg, três vezes ao dia. Ajustar de acordo com as necessidades e tolerância de cada pessoa.

Manutenção: administrar 250 mg, por via oral, 3 ou 4 vezes/dia. Se necessário, a dose pode ser aumentada até 1500 mg ao dia, em doses divididas, sendo o limite máximo diário de 2 g.

  • Tremor essencial

Em pessoas com idade avançada, pode-se utilizar a primidona em doses até menores do que as utilizadas como anticonvulsivante. Em geral, recomenda-se por via oral, 50 a 62,5 mg/dia, sendo o limite máximo diário de 750 mg/dia.

  • Terapia com outros anticonvulsivantes

Para pessoas que estejam em tratamento com outros anticonvulsivantes, deve-se iniciar com 100 mg a 125 mg de primidona uma vez ao dia, ao deitar, por via oral, aumentando gradualmente a posologia até o nível de manutenção, ao mesmo tempo em que se diminui o outro medicamento. Este esquema posológico deve ser seguido até que se obtenha um nível satisfatório de dose para a combinação, ou até que o outro medicamento seja retirado.

Quando o objetivo for o tratamento somente com primidona, a transição não deve ser feita em menos de duas semanas.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer com o uso deste remédio são ataxia e vertigem que tendem a desaparecer com a continuação da terapia ou com a redução da dose inicial, anorexia, sonolência, excitação, náuseas ou vômitos, fadiga, impotência, tonturas, alterações do humor, diplopia, nistagmo e erupções cutâneas morbiliformes.

Embora seja muito raro, pode ocorrer hipoplasia de série vermelha, aplasia e agranulocitose que podem obrigar a interrupção do tratamento se forem persistentes ou severas. Foi observada anemia megablástica que responde à administração de ácido fólico, sem a necessidade de descontinuar a medicação.

Casos de reações psicóticas agudas têm sido raramente descritos em pessoas que utilizam anticonvulsivantes.

Contraindicações

Quando não devo usar?

A primidona não deve ser usada em pessoas com porfiria ou sensibilidade a qualquer um dos componentes do medicamento.

Este medicamento é contraindicado para menores de 8 anos, grávidas ou mulheres que estejam a amamentar.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Recomenda-se criteriosa avaliação clínica e laboratorial, semestralmente, pois geralmente o tratamento se realiza por períodos prolongados.

A suspensão de Primidona deve ser realizada com redução gradual da dose a fim de evitar a precipitação do estado epiléptico.

A tolerância ao álcool e a outros depressores do SNC pode estar diminuída.

Pessoas submetidas à terapia anticonvulsiva prolongada podem necessitar de suplemento de ácido fólico e vitamina D para evitar a osteomalácia.

O fenobarbital tem grande influência no efeito terapêutico da primidona.

O risco/benefício deve ser avaliado em situações clínicas como comprometimento das funções hepáticas e renal, hipercinesia, doenças respiratórias como asma, enfisema ou que envolvem dispnéia ou obstrução.

Este produto contém o corante amarelo de Tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao Ácido Acetilsalicílico.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

A Primidona é um anticonvulsivante utilizado no controle das crises epilépticas.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

A ingestão de doses elevadas do produto requer imediata hospitalização.

Composição

Primidona 100 mg

Cada comprimido 100 mg contém:

Primidona___________________________________100 mg

Excipientes qsp ________________________1 comprimido

Primidona 250 mg

Cada comprimido 250 mg contém:

Primidona__________________________________ 250 mg

Excipientes qsp_________________________1 comprimido

(Excipientes: Estearato de Magnésio, Lactose, Polivinilpirrolidona, Croscarmelose sódica, Corante amarelo FD&C).

Laboratório

Apsen Farmacêutica S.A.

- SAC: 0800 16 5678

Dizeres Legais:

(​Primid - APSEN Farmacêutica S/A)

Reg. MS nº 1.0118.0131 | Farmacêutica Responsável: Renata Maurano Oetterer Rocha - CRF SP nº 52341

< Primera < Primidona > Primosiston comprimidos >
publicidade