Paclitaxel

publicidade

Indicação

Para que serve?

O Paclitaxel é indicado nas seguintes situações:

  • Carcinoma de ovário como primeira e segunda linha de tratamento de tratamento;
  • Câncer de mama como tratamento adjuvante, ou seja, é utilizado posteriormente ao tratamento principal;
  • Câncer de Não-pequenas células de pulmão em pessoas que não sejam candidatas a cirurgia ou radioterapia com potencial de cura;
  • Sarcoma de Kaposi relacionado à AIDS como tratamento de segunda linha.

Posologia

Como usar?

Antes da administração de paclitaxel deve-se fazer uma pré-medicação para diminuir o risco da ocorrência de reações graves de hipersensibilidade.

A posologia depende da doença em questão:

Carcinoma de Ovário

Na terapia combinada, para pessoas que não receberam tratamento anterior, a posologia recomendada a cada 3 semanas é a administração intravenosa de 175 mg/m2 de paclitaxel por 3 horas, seguida pela administração de um composto de platina. Alternativamente, o paclitaxel pode também ser administrado na veia com uma dose de 135 mg/m2 por 24 horas, seguida por um composto de platina, a cada 3 semanas. Na monoterapia, em pessoas anteriormente tratadas com quimioterapia, o esquema recomendado corresponde a 175 mg/m2 de paclitaxel administrados intravenosamente por 3 horas, a cada 3 semanas.

Câncer de Mama

Na terapia adjuvante a dose recomendada é de 175 mg/m2 de paclitaxel administrados na veia por 3 horas, a cada 3 semanas por 4 ciclos em sequência à terapia-padrão combinada.

Em monoterapia, na terapia de primeira linha após recidiva dentro de um período de 6 meses da terapia adjuvante a dose recomendada é de 175 mg/m2 de paclitaxel administrados na veia por 3 horas, a cada 3 semanas.

Em monoterapia, na terapia de primeira linha em câncer avançado ou metastático de mama em combinação com trastuzumabe, a dose recomendada de paclitaxel é 175 mg/m2 administrados na veia por 3 horas, com um intervalo de três semanas entre os ciclos. A infusão de paclitaxel deve ser iniciada no dia seguinte da primeira dose de trastuzumabe ou imediatamente após as doses subsequentes de trastuzumabe, caso a dose precedente de trastuzumabe tenha sido bem tolerada.

Em monoterapia, na terapia de segunda linha após falha da quimioterapia combinada para doença metastática a dose recomendada é de 175 mg/m2 de paclitaxel administrados intravenosamente por 3 horas, a cada 3 semanas.

Câncer de Não-Pequenas Células do Pulmão

Terapia combinada: Para pessoas não tratadas anteriormente, a dose de paclitaxel recomendada com 3 semanas de intervalo entre os ciclos é de 175 mg/m2 administrados intravenosamente por 3 horas, seguida por um composto de platina. Alternativamente, o paclitaxel pode ser administrado intravenosamente com uma dose de 135 mg/m2 por 24 horas, seguido por um composto de platina, com intervalo de 3 semanas entre os ciclos.

Monoterapia: A dose recomendada é de 175 – 225 mg/m2 administrada na veia por 3 horas, a cada 3 semanas.

Sarcoma de Kaposi Relacionado à AIDS

Terapia de segunda linha: A dose de paclitaxel recomendada é de 135 mg/m2 administrados na veia por 3 horas, com intervalos de 3 semanas entre os ciclos, ou 100 mg/m2 administrados ina veia, por 3 horas, com intervalos de 2 semanas entre os ciclos.

O Paclitaxel também pode ser administrado em uma dose de 80 mg/m2 semanalmente para tratamento de câncer de ovário, câncer de mama e sarcoma de Kaposi, como terapia de segunda linha, levando-se sempre em conta que todas as pessoas devem ser pré-medicados antes da administração de paclitaxel.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos secundários mais comuns que podem ocorrer com o uso deste medicamento são infecção, mielossupressão, neutropenia, anemia, trombocitopenia, leucopenia, febre, sangramento, alergias, neurotoxicidade, eletrocardiograma anormal, hipotensão, náusea, vômito, diarreia, inflamação mucosal, queda de cabelo, alterações da pele e unhas, artralgia, mialgia, reações no local da injeção e elevação grave no AST e na fosfatase alcalina.

Além disso, embora com menos frequência, também pode ocorrer choque séptico, cardiomiopatia, taquicardia ventricular assintomática, taquicardia com bigeminismo, bloqueio AV e síncope, infarto do miocárdio, hipertensão, trombose, tromboflebite e elevação grave na bilirrubina.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Este medicamento não deve ser usado em pessoas que apresentem histórico de reações graves de hipersensibilidade ao paclitaxel ou ao óleo de rícino polioxietilado.

Além disso, o paclitaxel não deve ser administrado em paessoas com tumores sólidos que apresentem contagem de neutrófilos basal < 1.500 células/mm³ ou pessoas com sarcoma de Kaposi relacionado à AIDS com contagem de neutrófilos basal ou subsequente < 1.000 células/mm³.

Este remédio não deve ser usado durante a gravidez nem em mulheres que estão a amamentar, devendo-se por isso suspender a amamentação.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

O Paclitaxel deve ser administrado sob a supervisão de um médico com experiência na utilização de agentes quimioterápicos.

Este remédio pode provocar reações alérgicas graves, diminuição da atividade da medula óssea, problemas cardiovasculares e no sistema nervoso e risco de toxicidade, principalmente em pessoas com insuficiência hepática. Assim, é muito importante ser monitorado pelo médico com frequência.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

O paclitaxel é uma substância que possui atividade antitumoral que promove as reorganizações de funções que são essenciais para formação celular e também induz a formação anormal de estruturas durante o ciclo celular exercendo assim a atividade antitumoral.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

As complicações principais de uma superdose consistem em depressão da medula óssea, toxicidade neurológica e inflamação da mucosa. A superdosagem em crianças pode estar associada com a toxicidade aguda ao etanol

Composição

Cada frasco-ampola de paclitaxel de 5 mL contém:

Paclitaxel ____________________________________30 mg

Excipientes_______________________________q.s.p. 5 mL

(Excipiente: álcool etílico e óleo de rícino polioxietilado).

Cada frasco-ampola de paclitaxel de 16,7 mL contém:

Paclitaxel ___________________________________100 mg

Excipientes____________________________q.s.p. 16,7 mL

(Excipiente: álcool etílico e óleo de rícino polioxietilado).

Cada frasco-ampola de paclitaxel de 25 mL contém:

Paclitaxel ___________________________________150 mg

Excipientes______________________________q.s.p. 25 mL

(Excipiente: álcool etílico e óleo de rícino polioxietilado).

Cada frasco-ampola de paclitaxel de 50 mL contém:

Paclitaxel ___________________________________300 mg

Excipientes______________________________q.s.p. 50 mL

(Excipiente: álcool etílico e óleo de rícino polioxietilado).

Laboratório

Glenmark Farmacêutica Ltda.

Dizeres legais:

Farmacêutica Responsável: Luciana Righetto CRF/SP 32.968 | MS 1.1013.0234

publicidade