Lyrica



Indicação

Para que serve?

Lyrica é indicado para tratar a dor neuropática, crises epiléticas, convulsões, Transtorno de Ansiedade Generalizada ou para o tratamento da fibromialgia, em adultos e crianças com mais de 12 anos de idade.

Farmacocinética

Como funciona?

Lyrica é um remédio que age no organismo regulando a transmissão de mensagens excitatórias entre as células nervosas, no cérebro.

Após a sua toma, Lyrica inicia a sua ação cerca de uma semana após o início do tratamento.

Posologia

Como usar?

Geralmente, a dose recomendada varia entre os 150 e os 600 mg por dia, divididos em 2 tomas distintas.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Lyrica podem incluir aumento do apetite, confusão, desorientação, irritabilidade, euforia, diminuição do desejo sexual, insônia, dificuldade em coordenar os movimentos, problemas de equilíbrio, perda de memória, problemas de atenção, dificuldade de memória, tremores, alterações na fala, formigamentos, diminuição da consciência, lentidão, visão turva, visão dupla, vertigem, vômitos, prisão de ventre, boca seca, excesso de gases, disfunção erétil, inchaço, cansaço ou aumento de peso.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Lyrica está contraindicado para pacientes com alergia à Pregabalina ou a algum dos componentes da fórmula.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Lyrica, deverá falar com o seu médico se estiver grávida ou amamentando, pretender usar o medicamento em crianças com menos de 12 anos, tiver problemas herdados da família de de intolerância a galactose, deficiência de lactase de Lapp ou má-absorção de alimentos, diabetes, doenças ou problemas nos rins, doença no coração, tiver mais de 65 anos ou se estiver a tomar outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Durante o tratamento com Lyrica deve tomar especial cuidado ao dirigir veículos ou máquinas, pois este medicamento pode causar tontura e sonolência.

O tratamento com Lyrica nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser rigorosamente respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de toma excessiva de Lyrica​, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento. Alguns dos efeitos mais comuns que pode sentir após a toma excessiva de Lyrica podem incluir sonolência, confusão, depressão, agitação e inquietação.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Caso se esqueça de tomar uma dose de Lyrica, deve tomar a dose esquecida logo que se lembre, porém, se já se encontrar muito próximo do horário da dose seguinte, deve ignorar a dose esquecida, e tomar apenas a dose do horário seguinte.

Composição

Lyrica 75 mg ou 150 mg por cada cápsula contém:

Pregabalina __________________________ 75 mg ou 150 mg

Excipientes _________________________________ 1 cápsula

(Excipientes: lactose monoidratada, amido de milho e talco).

Interações Medicamentosas

Lyrica não deve ser administrado em conjunto com alguns medicamentos ou substâncias sem orientação médica, como oxicodona, bebidas alcoólicas, lorazepam, analgésicos ou juntamente com remédios opioides.

Laboratório

Pfizer

Pfizer Manufacturing Deutschland GmbH Illertissen – Alemanha: - SAC: 0800 16 7575

Outros remédios para o tratamento da dor nos nervos podem ser Dexametasona ou Hidrocortisona.

Dizeres Legais:

Ms: 1.0216.0155​
Farm. Resp.: José Cláudio Bumerad

< Lutenil < Lyrica > Lystate >
publicidade