Duphaston

publicidade

Indicação

Para que serve?

O Duphaston é indicado para pessoas com problemas que podem ser causados por uma insuficiente produção de progesterona pelo organismo, tais como:

  • Menstruação dolorosa;
  • Endometriose;
  • Interrupção da menstruação antes da menopausa;
  • Ciclos menstruais irregulares;
  • Sangramento menstrual que tem anormalmente fluxo intenso ou acontece entre os ciclos menstruais;
  • Tensão pré-menstrual;
  • Risco de aborto;
  • Infertilidade devido a baixos níveis de progesterona.

Além disso também pode ser usado como terapia de reposição hormonal para tratar sinais da menopausa.

Posologia

Como usar?

A posologia depende do problema que se deseja tratar:

Terapia Hormonal:

Em combinação com terapia estrogênica contínua, um comprimido de 10 mg de Duphaston diariamente durante 14 dias consecutivos por ciclo de 28 dias.

Em combinação com terapia estrogênica cíclica, um comprimido de 10 mg de Duphaston diariamente durante os últimos 12 - 14 dias da terapia estrogênica.

Se as biópsias endometriais ou ultrassom revelarem resposta inadequada à progesterona, devem ser prescritos 20 mg de Duphaston.

Cólicas menstruais:

A dose recomendada é de 10 mg duas vezes ao dia, do 5º ao 25º dia do ciclo.

Endometriose:

A dose recomendada é de 10 mg duas a três vezes ao dia, do 5º ao 25º dia do ciclo ou continuamente.

Sangramento uterino disfuncional:

Para cessar o sangramento, a dose recomendada é de 10 mg duas vezes ao dia por 5 a 7 dias.

Para prevenir o sangramento, a dose recomendada é de 10 mg duas vezes ao dia, do 11º ao 25º dia do ciclo.

Ausência de menstruação:

Um estrógeno uma vez ao dia, do 1º ao 25º dia do ciclo, junto com 10 mg de Duphaston duas vezes ao dia, do 11º ao 25º dia do ciclo.

Síndrome pré-menstrual:

A dose recomendad é de 10 mg duas vezes ao dia, do 11º ao 25º dia do ciclo.

Ciclos menstruais irregulares:

A dose recomendada é de 10 mg duas vezes ao dia, do 11º ao 25º dia do ciclo.

Ameaça de aborto:
A dose recomendad é de 40 mg de uma só vez, e então 10 mg a cada 8 horas até que os sintomas regridam.

Aborto habitual:

A dose recomendad é de 10 mg duas vezes ao dia até a 20ª semana de gravidez.

Infertilidade por deficiência dos hormônios produzidos pelos ovários:

A dose recomendada é de 10 mg ao dia, do 14º ao 25º dia do ciclo. O tratamento devere ser mantido por pelo menos 6 ciclos consecutivos. É recomendável continuar esse tratamento durante os primeiros meses de qualquer gravidez usando as doses indicadas para o aborto habitual.

Se se tiver que tomar mais de 1 comprimido, distribuí-lo uniformemente ao longo do dia. Por exemplo, tomar 1 comprimido de manhã e outro à noite. Além disso, os comprimidos devem ser tomados na mesmo horário todos os dias.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais que podem ocorrer com o uso de Duphaston são icterícia, sensação de fraqueza, sensação de mal-estar ou dor de estômago, dificuldade em respirar, náusea, diarreia, pressão arterial baixa, inchaço da pele ao redor da face e da garganta que pode causar dificuldade em respirar.

Além disso, também pode ocorrer enxaqueca, dor de cabeça, dor ou sensibilidade nas mamas, menstruação irregular, com fluxo intenso ou dolorida, ausência de menstruação ou menstruação que ocorre com menos frequência do que o normal, aumento de peso, sensação de tontura e a pessoa pode também sentir-se depressiva.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O Duphaston não deve ser usado por pessoas com alergia à didrogesterona ou a qualquer um dos componentes da formulação, que tenha ou tenha tido um tumor que é agravado pela progesterona ou que tenha um sangramento vaginal de causa desconhecida.

Este medicamento é contraindicado para uso por homens e por mulheres com idade inferior a 18 anos.

Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas ou que estejam a amamentar sem autorização do médico.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Pode ocorrer sangramento vaginal inesperado durante os primeiros meses de uso de Duphaston, que pode ser um sinal de que o revestimento do útero se tornou mais espesso.

Antes de se fazer o tratamento, deve-se avisar o médico caso a pessoa sofra de depressão, problemas no fígado ou
um problema hereditário raro no sangue chamado de porfiria.

As pessoas que fazem tratamento com Duphaston devem realizar exame de mamografia regularmente, verificar regularmente suas mamas para quaisquer alterações, tais como: ondulações na pele, alterações nos mamilos, qualquer caroço que você pode ver ou sentir.

Se aparecer um inchaço doloroso na perna, dor repentina no peito ou dificuldade para respirar, forte dor de cabeça ou enxaqueca sem explicação deve-se ir ao médico imediatamente e não tomar mais Duphaston até ordem contrária do médico.

Se uma cirurgia está planejada, deve-se informar antes o médico de que se está a tomar duphaston antes da cirurgia.

Duphaston engorda?

Um dos efeitos colaterais de Duphaston é o aumento de peso, por isso, embora seja raro, é provável que algumas mulheres que tomam este medicamento engordem.

Composição

Cada comprimido revestido de Duphaston contém:

Didrogesterona________________________________10,0 mg

Excipientes__________________________q.s.p. 1 comprimido

(Excipientes q.s.p. 1 comprimido revestido; lactose monoidratada, hipromelose, amido, dióxido de silício, estearato de magnésio, macrogol 400 e dióxido de titânio).

Laboratório

Abbott

Abbott Laboratórios do Brasil Ltda.: - SAC: 0800 7031050

Dizeres legais:

MS: 1.0553.0347 | Farm. Resp.: Fabio Bussinger da Silva | CRF-RJ nº 9277

< Duotrat < Duphaston > Dupixent >
publicidade