Depakote

Divalproato de Sódio

publicidade

Indicação

Para que serve?

O Depakote é um medicamento indicado para o tratamento de:

  • Mania: tratamento de episódios de mania agudos ou mistos associados ao Transtorno Afetivo Bipolar, com ou sem características psicóticas, em adultos;
  • Epilepsia: isoladamente ou em combinação com outros medicamentos, é indicado no tratamento de adultos e crianças acima de 10 anos;
  • Prevenção da enxaqueca: indicado para a prevenção da enxaqueca em adultos.

Posologia

Como usar?

A posologia depende da doença a tratar:

Mania:

A dose inicial recomendada é de 750 mg/dia, administrados em doses divididas. A dose deve ser aumentada pelo médico o mais rápido possível para se atingir a dose terapêutica desejada, sendo a dose máxima recomendada de 60 mg/kg/dia.

Epilepsia:

A dose inicial recomendada é de 10-15 mg/kg/dia. A dose pode ser aumentada pelo médico, de 5 a 10 mg/kg/semana até à obtenção da resposta clínica desejada, administrados em doses diárias divididas em 2 a 3 vezes ao dia, para alguns pacientes, sendo a dose máxima recomendada de 60 mg/kg/dia.

Prevenção da enxaqueca:

A dose inicial recomendada é de 250 mg, duas vezes ao dia, durante uma semana, sendo que alguns pacientes podem se beneficiar com doses de até 1000 mg, uma vez ao dia, após a primeira semana. A faixa de dose eficaz de Depakote comprimidos de liberação entérica varia de 500 a 1000 mg/dia nestes pacientes.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Depakote são sonolência, tremores, náuseas e cansaço.

Além disso, também podem ocorrer infecções, visão dupla, sonhos anormais, labilidade emocional, estado de confusão, depressão, insônia, nervosismo, pensamento anormal, alteração da marcha, inchaço generalizado, alterações do apetite, queda de cabelo, equimose, coceira, reações cutâneas, dor abdominal, prisão de ventre, diarreia, má digestão, excesso de gases e vômitos, zumbido no ouvido, amnesia, ataxia, tontura, dor de cabeça, nistagmo, parestesia, alteração da fala, alterações de peso e dimibuição das plaquetas no sangue.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O Depakote é contraindicado para menores de 10 anos de idade e para pessoas com hipersensibilidade ao divalproato de sódio ou demais componentes da fórmula.

Além disso, também não deve ser usado em pessoas com doença ou disfunção no fígado significativas, com Síndrome de Alpers-Huttenlocher e crianças com menos de 2 anos com suspeita de possuir a Síndrome, pessoas com distúrbio do ciclo da ureia e porfiria.

O Depakote também é contra-indicado na prevenção da enxaqueca em mulheres grávidas e mulheres em idade fértil que não utilizam métodos contraceptivos eficazes durante o tratamento.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Recomenda-se fazer contagem de plaquetas e testes de coagulação antes de iniciar o tratamento, periodicamente e depois, pois pode haver alteração nas plaquetas e coagulação sanguínea. O aparecimento de hemorragia, manchas roxas ou desordem na capacidade natural de coagulação do paciente são indicativos para a redução da dose ou interrupção da terapia.

Deve-se ter cautela ao utilizar o medicamento em pessoas com história de doença do fígado e deve-se prestar atenção aos sintomas que podem surgir durante o tratamento, já que o Depakote pode causar pancreatite, diminuição do número de plaquetas, hipotermia e atrofia cerebral.

O médico deve ser informado acerca de qualquer medicamento que a pessoa esteja a tomar, de forma a prevenir interações medicamentosas.

Este medicamento não deve ser usado em grávidas nem em mulheres que estejam a amamentar.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

O Depakote tem na sua composição divalproato de sódio, que é dissociado em íon valproato no trato gastrointestinal. O mecanismo pelo qual o valproato exerce seu efeito terapêutico não está bem estabelecido. Pensa-se que sua atividade na epilepsia está relacionada ao aumento das concentrações cerebrais de ácido gama-aminobutírico (GABA).

Depakote engorda?

Um dos efeitos colaterais mais comuns que pode ocorrer durante o tratamento com Depakote são alterações de peso, por isso é provável que algumas pessoas engordem durante o tratamento.

Conheça alguns remédios que podem ser usados para emagrecer.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de superdosagem deve-se ir imediatamente ao médico.

Composição

Cada comprimido revestido de Depakote 250 mg contém:

Divalproato de sódio_______________________269,10 mg*

*(equivalente a 250 mg de ácido valproico)

Excipientes________________________q.s.p. 1 comprimido

(Excipientes: povidona, amilopectina pré-gelatinizada, sílica gel, talco, dióxido de titânio, ftalato de hipromelose, monoglicerídeos diacetilados, corante amarelo crepúsculo e vanilina).

Cada comprimido revestido de Depakote 500 mg contém:

Divalproato de sódio_______________________538,10 mg*

*(equivalente a 500 mg de ácido valproico)

Excipientes________________________q.s.p. 1 comprimdo

(Excipientes: povidona, amilopectina pré-gelatinizada, sílica gel, talco, dióxido de titânio, ftalato de hipromelose, monoglicerídeos diacetilados, corante vermelho 4R laca, corante azul de indigotina e vanilina).

Laboratório

Abbott

Abbott Laboratórios do Brasil Ltda.: - SAC: 0800 7031050

Dizeres legais:

MS: 1.0553.0203 | Graziela Fiorini Soares | CRF-RJ nº 7475

< Deocil < Depakote > Depo-medrol >
publicidade