Contrathion



Indicação

Para que serve?

Intoxicação pelo parathion e outros derivados organofosforados anticolinesterásicos.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Sensibilidade à droga. A eficácia da pralidoxima varia conforme as diversas classes de inseticidas organofosforados. Em princípio, ela não está indicada nas intoxicações por inseticidas carbamatos anticolinesterásicos (cuja ligação com a acetilcolinesterase é não covalente, de baixa energia e, portanto, rapidamente reversível).

Posologia

Como usar?

Remoção do agente tóxico: Nos casos de envenenamento por ingestão, procede-se à lavagem gástrica com solução bicarbonatada, adicionada de carvão ativado, ou então provocar o vômito mediante a administração de água salgada morna. Nos casos de envenenamento por contato de partes do corpo com o inseticida, trocar a roupa do paciente por outra limpa, após lavar com água fria e sabão todas as partes atingidas pelo tóxico, praticando-se esta operação com a proteção de luvas de borracha. Tratamento específico: a solução deve ser preparada extemporaneamente por adição a um frasco de Contrathion, de 10 ml de soro fisiológico (o produto estando liofilizado, a solução é instantânea). O Contrathion pode ser administrado por: via I.V. (em caso de urgência), diretamente, sem diluição, em injeção lenta (1 ml/minuto), ou em perfusão, após a diluição da solução em soro glicosado isotônico ou fisiológico; via S.C., I.M., ou via oral, se a intoxicação a ser tratada não apresentar caráter de urgência. A primeira injeção é de 200 a 400 mg (isto é, 1 a 2 frascos) de Contrathion. A segunda injeção é efetuada meia-hora depois: 200 mg de Contrathion (1 frasco). As injeções posteriores, de 200 mg cada (1 frasco), são efetuadas a cada 4 a 6 horas. Habitualmente, associa-se, ao Contrathion, a atropina, controlando de maneira permanente, durante este tratamento, o estado da pupila e do pulso do paciente. Para combater a hipersecreção brônquica e as convulsões, pode-se administrar anti-histamínicos e barbitúricos. É importante, ainda, a adequada hidratação do paciente. Superdosagem: a pralidoxima, em doses muito elevadas, pode agravar o bloqueio neuromuscular, causado pelo organofosforado. Tratamento de apoio e manutenção.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Distúrbios visuais: diplopia, visão turva. Mal-estar, vertigens, cefaléia e taquicardia.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Quanto mais precoce for a administração de Contrathion após a intoxicação maior sua eficácia. Portanto, ele terá pouco efeito se o prazo entre a intoxicação e o início do tratamento for superior a 36 horas. - Gravidez: por medida de segurança, a sua administração em mulheres grávidas deve ser limitada às intoxicações com risco de vida. Durante o tratamento com Contrathion, evitar que o paciente receba leite ou alimentos gordurosos. Recomenda-se não administrar morfina, teofilina ou analépticos cardiorrespiratórios concomitantemente ao uso de Contrathion.

Composição

Cada frasco contém alfa-piridilaldoximametil-sulfometilato 322 mg (correspondente a 200 mg de hidrato de N-metil alfapiridilaldoxima).

Apresentação

Caixa com 5 frascos.

Laboratório

Rhodia Farma Ltda.

SAC: 0800-112300

publicidade