Cloroquina

publicidade

Indicação

Para que serve?

A cloroquina é indicada para tratamento da malária e amebíase hepática.

Além disso, este medicamento também pode ser usado para o tratamento da artrite reumatoide, lúpus e doenças que provocam sensibilidade dos olhos à luz.

Posologia

Como usar?

A posologia depende da idade e do objetivo do tratamento:

Tratamento agudo da malária:

  • Crianças de 1 a 2 anos: 1 comprimido por via oral em dose única;
  • Crianças de 3 a 6 anos: 1 comprimido por via oral a cada dia, durante três dias;
  • Crianças de 7 a 11 anos: 2 comprimidos por via oral no primeiro dia, 1 comprimido e meio no segundo e no terceiro dia;
  • Pessoas com 15 anos ou acima: 4 comprimidos no primeiro dia, 3 comprimidos no segundo e no terceiro dia.

O tratamento da malária causada por P. vivax e P. ovale com cloroquina deve ser associado com a primaquina: 0,25 mg de primaquina base/Kg de peso diariamente por 14 dias ou, na dose de 0,50 mg de base/Kg de peso durante sete dias.

Tratamento do lúpus eritematoso e artrite reumatoide:

  • Adultos: até 4 mg/Kg de cloroquina base ao dia durante um a seis meses, dependendo da resposta do tratamento.

Tratamento da amebíase hepática:

  • Adultos: 600 mg da cloroquina base no primeiro e segundo dias, seguidos de 300 mg/dia, por duas a três semanas.
  • Crianças: 10 mg/Kg/dia de cloroquina base durante 10 dias ou a critério médico.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterias mais comuns que podem ocorrer com o uso de cloroquina são dor de cabeça, enjoo, vômito, diarreia, dor na barriga, coceira, irritação e manchas avermelhadas na pele.

Os efeitos mais severos que podem ocorrer são confusão mental, convulsões, queda da pressão sanguínea, alterações no eletrocardiograma e visão dupla ou borrada.

Contraindicações

Quando não devo usar?

A cloroquina não deve ser usada em pessoas com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula e em crianças com menos de um ano.

A cloroquina não é recomendada para tratar indivíduos com epilepsia ou miastenia gravis, devendo ser usada com cautela na presença de doença hepática, distúrbios gastrointestinais, neurológicos e sanguíneos. Em casos raros, pode causar hemólise em pacientes com deficiência de glicose-6-fosfato-desidrogenase.

A cloroquina não deve ser prescrita a pacientes com psoríase ou outra doença esfoliativa, devido às reações graves que pode provocar.

Não deve ser usada para tratar malária em pacientes com porfiria cutânea tardia.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Durante o tratamento com cloroquina, o paciente não deve consumir bebidas alcoólicas, porque pode aumentar sua toxicidade no fígado.

O médico deve ser informado acerca de qualquer medicamento que a pessoa esteja a tomar antes de iniciar o tratamento com cloroquina.

Este medicamento deve ser usado com cautela em pessoas com problemas no fígado, no sistema gastrointestinal, neurológico e no sangue.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

A cloroquina tem efeito contra o ataque agudo da malária causada por algumas espécies de Plasmodium, que é um protozoário causador da malária, sendo eficaz contra P.vivax, P.malarie e P.ovale.

Este medicamento atua rapidamente, controlando os sintomas clínicos e a infecção e reduzindo a febre em cerca de 24 a 48 horas.

A cloroquina tem também ação contra a inflamação e ação tóxica contra a E. histolytica, que é um protozoário causador da amebíase hepática.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

A superdosagem é extremamente perigosa e pode ser fatal.

Nestes casos, deve-se procurar urgentemente assistência médica.

Composição

Cada comprimido revestido contém:

Difosfato de cloroquina*_________________________ 250 mg

*(equivalente a 150 mg de cloroquina base)

Excipientes__________________________q.s.p. 1 comprimido

(Excipientes: lactose monoidratada, povidona, dióxido de silício, croscarmelose sódica, silicato de magnésio, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, óxido de ferro vermelho e óxido de ferro amarelo).

Laboratório

Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda.

SAC: 0800 701 19 18

publicidade