Cinarizina

Atualizado em: Junho 2018


publicidade

Indicação

Para que serve?

O Cinarizina é um remédio indicado para:

Distúrbios circulatórios cerebrais:

Prevenção e tratamento dos sintomas de espasmo vascular cerebral e arteriosclerose como tontura, zumbido no ouvido, cefaleia vascular, falta de sociabilidade e irritabilidade, cansaço, distúrbios do sono, depressão de involução, perda de memória, falta de concentração, incontinência e outros distúrbios devidos à idade, sequelas de traumas crânio-encefálicos, sequelas funcionais pós-apopléticas e enxaqueca.

Distúrbios circulatórios periféricos:

Prevenção e tratamento dos sintomas que acompanham os distúrbios circulatórios periféricos, tais como claudicação intermitente, distúrbios tróficos, pré-gangrena, úlceras varicosas, parestesia, câimbra noturna e extremidades frias.

Distúrbios do equilíbrio:

Prevenção e tratamento dos sintomas dos distúrbios do equilíbrio, tais como vertigem, tontura, zumbido, nistagmo, náuseas e vômitos e prevenção dos distúrbios de movimento.

Posologia

Como usar?

A posologia deste medicamento depende do problema que se deseja tratar:

  • Distúrbios circulatórios cerebrais:

A dose recomendada é de 1 comprimido de 25 mg, 3 vezes ao dia, ou 1 comprimido de 75 mg diariamente.

  • Distúrbios circulatórios periféricos:

A dose recomendada é de 2 a 3 comprimidos de 25 mg, 3 vezes ao dia, ou 2 a 3 comprimidos de 75 mg ao dia.

  • Distúrbios do equilíbrio:

A dose recomendada é de 1 comprimido de 25 mg, 3 vezes ao dia ou 1 comprimido de 75 mg diariamente.

  • Distúrbios do movimento:

A dose recomendada é de 1 comprimido de 25 mg meia hora antes de viajar e repetindo cada 6 horas.

Este remédio deve ser tomado, preferivelmente, após as refeições e a dose máxima recomendada não deve exceder 225 mg.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais que podem ocorrer com o uso deste medicamento são sonolência, náuseas e aumento de peso.

Além disso, podem também ocorrer reações adversas comop hipersonia, letargia, desconforto no estômago, vômito, dor abdominal superior, má digestão, hiperidrose e cansaço.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O Cinarizina não deve ser usado em pessoas com alergia à cinarizina ou aos excipientes da fórmula.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Este medicamento contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em diabéticos. Além disso, também não deve ser usado em grávidas e mulheres que estejam amamenatando.

Se a pessoa tiver Doença de Parkinson, deve informar o médico, que vai decidir se a pessoa pode usar cinarizina.

Mecanismo de Ação

Como funciona?

A cinarizina inibe contrações das células musculares lisas da vasculatura através do bloqueio dos canais de cálcio.

Além deste antagonismo direto ao cálcio, a cinarizina diminui a atividade contrátil das substâncias vasoativas, como a norepinefrina e a serotonina, através do bloqueio do receptor dos canais de cálcio. Este bloqueio é tecido-seletivo, e resulta em propriedades antivasoconstritoras sem efeito na pressão sanguínea e frequência cardíaca.

A cinarizina pode, adicionalmente, melhorar a microcirculação deficiente através do aumento da deformabilidade dos eritrócitos e diminuição da viscosidade sanguínea, aumentando a resistência celular à hipóxia.

A cinarizina inibe também a estimulação do sistema vestibular, resultando em supressão do nistagmo e outros distúrbios autonômicos. Episódios agudos de vertigem podem ser prevenidos ou reduzidos pela cinarizina.

A cinarizina engorda?

Um dos efeitos colaterais da cinarizina é o aumento de peso, por isso, é provável que algumas pessoas que estejam a fazer o tratamento com este medicamento engordem.

O que devo fazer quando eu me esqurecer de usar este medicamento?

Se você se esquecer de tomar o medicamento, tome a próxima dose conforme planejado e continue o tratamento como orientado pelo médico.

Não dobre a dose.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Ingerindo cinarizina em excesso, podem ocorrer alterações do nível de consciência desde sonolência até perda de consciência, vômito, fraqueza muscular ou falta de coordenação e convulsões.

Óbito associado à superdose de cinarizina foi relatado.

Em caso de superdose, o tratamento é sintomático e de suporte.

Composição

Cinarizina 25 mg

Cada comprimido de 25 mg contém:

Cinarizina _________________________________25,00 mg

Excipiente______________________________1 comprimido

(Excipientes: lactose monoidratada, povidona, sacarose, amido, talco, estearato de magnésio e água purificada.)

Cinarizina 75 mg

Cada comprimido de 75 mg contém:

Cinarizina ________________________________ 75,00 mg

Excipiente______________________________1 comprimido

(Excipientes: lactose monoidratada, povidona, sacarose, amido, talco, estearato de magnésio e água purificada).

Laboratório

Nova Química farmaceutica LTDA

Dizeres Legais:

MS - 1.2675.0062 | Farmacêutica Responsável: Dra. Ana Paula Cross Neumann – CRF-SP n° 33.512

< Cimzia < Cinarizina > Cincordil 20 mg >
publicidade