Amicilon

Atualizado em: Abril 2018


publicidade

Indicação

Para que serve?

O Amicilon é um remédio indicado para bacteremia e septicemia, infecções severas do trato respiratório, ossos e articulações, Sistema Nervoso Central, pele e tecidos moles, infecções intra-abdominais, queimaduras e infecções pós-operatórias e infecções recorrentes, complicadas ou graves do trato urinário.

Nos casos severos de sepsis neonatal, pode-se associar outro antibiótico do tipo beta-lactâmico para prevenir o surgimento de infecção por microorganismos Gram-Positivos como estreptococos e pneumococos.

Posologia

Como usar?

Este medicamento deve ser administrado por um profissional de saúde. Para adultos e crianças com função renal normal, a dose recomendada é de 15 mg/kg/dia, divididos em 2 ou 3 doses iguais, a intervalos regulares. Não se deve exceder a dose diária de 1,5 g de sulfato de amicacina.

Para neonatos, a dose inicial recomendada é de 10 mg/kg, seguida de 7,5 mg/kg a cada 12 horas. Recomenda-se uma dosagem reduzida para crianças com menos de duas semanas de vida.

A duração usual do tratamento com sulfato de amicacina é de 7 a 10 dias. Em casos de tratamentos por períodos maiores, recomenda-se a monitorização das funções renal e auditiva diariamente.

Se não houver melhora clínica em 3 a 5 dias, o tratamento deve ser interrompido e a pessoa deve ser avaliada para a instituição de terapia adequada.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Os efeitos colaterais que podem ocorrer com o uso deste medicamento são proteinúria, presença de hemácias, glóbulos brancos e cilindros na urina, azotemia, oligúria, aumento de nitrogênio urinário, nitrogênio não protéico ou creatinina no sangue, zumbidos, vertigens, surdez parcialmente reversível e irreversível, fragilidade muscular, hipomagnesemia e bloqueio neuromuscular.

Embora seja mais raro, podem ainda ocorrer erupções cutâneas, febre medicamentosa, cefaléia, parestesia, tremores, náuseas e vômitos, eosinofilia, artralgia, anemia e hipotensão.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Este remédio não deve ser usado em pessoas om hipersensibilidade aos aminoglicosídeos.

O sulfato de amicacina não é indicado para tratamentos prolongados, de mais de 14 dias, devido ao seu potencial de toxicidade nos rins e nos ouvidos.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

No caso de superdosagem ou reação tóxica, a hemodiálise ou a diálise peritoneal auxiliarão na remoção do sulfato de amicacina do sangue.

Composição

Cada mL de Amicilon® 50 mg/mL contém:

Sulfato de amicacina*________________________66,75 mg

*(equivalente a 50 mg de amicacina base)

Excipientes_______________________________q.s.p. 1 mL

(Excipientes: metabissulfito de sódio, citrato de sódio, ácido sulfúrico, água para injetáveis.)

Cada mL de Amicilon® 250 mg/mL contém:

Sulfato de amicacina*_______________________333,74 mg

*(equivalente a 250 mg de amicacina base)

Excipientes_______________________________q.s.p. 1 mL

(Excipientes: metabissulfito de sódio, citrato de sódio, ácido sulfúrico, água para injetáveis)

Laboratório

Ariston Indústrias Químicas e Farmacêuticas Ltda.

TEL.: (11) 3783-8000

Dizeres legais:

Reg. MS: 1.1637.0107 | Farm. Resp.: Eliza Yukie Saito - CRF-SP n° 10.878

< Altargo < Amicilon > Amicozol >
publicidade