Alektos



Indicação

Para que serve?

Alektos em comprimidos é indicado para tratamento dos sintomas da rinoconjuntivite alérgica, como espirros, nariz entupido, coceira e olhos vermelhos e lacrimejantes pingando, coceira, olhos vermelhos e lacrimejantes, em adultos e crianças com mais de 12 anos.

Além disso, Alektos também é indicado no tratamento dos sintomas da urticária crônica como vermelhidão, coceira e bolinhas vermelhas na pele.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Alektos está contraindicado para crianças com menos de 12 anos de idade e para pacientes com alergia à bilastina ou a algum dos componentes da fórmula.

Posologia

Como usar?

Geralmente, a dose recomendada de Alektos é de 1 comprimido de 20 mg por dia, 1 hora antes ou 2 horas depois de comer ou beber.

A duração do tratamento com Alektos deve ser indicada pelo seu médico, pois esta depende do tipo, duração e evolução dos sintomas manifestados.

Os comprimidos de Alektos devem ser engolidos inteiros, juntamente com um copo de água, podendo os comprimidos ser divididos em 2 partes para facilitar a toma.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Alektos podem incluir dor de cabeça, sonolência, tontura, zumbido nos ouvidos, vertigem, dificuldade de respirar, nariz seco ou desconfortável, dor de estômago, náusea, diarreia, boca seca, inflamação da parede do estômago, problemas de digestão, coceira, aumento do apetite, herpes oral, fadiga, sede, febre, sensação de fraqueza, ansiedade, dificuldade em dormir, batimento irregular do coração e alterações nos exames de sangue.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Alektos, deverá falar com o seu médico se estiver grávida ou amamentando, tiver doença ou problemas nos rins em cetoconazol e eritromicina ou se estiver a tomar outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

O tratamento com Alektos nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser rigorosamente respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de toma excessiva de Alektos, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento.

Composição

Cada comprimido contém 20 mg de bilastina.

Excipientes: celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, dióxido de silício e estearato de magnésio.

Apresentação: comprimidos contendo 20 mg de bilastina, em embalagens com 4, 10 e 30 unidades.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar?

Alektos deve ser armazenado em sua embalagem original, à temperatura ambiente e protegido da luz e umidade.

Farmacocinética

Como funciona?

Alektos é um medicamento que tem na sua composição bilastina, um anti-histamínico de segunda geração, altamente seletivo e que apresenta atividade anti-inflamatória.

Alektos é responsável por inibir os receptores periféricos H1 da histamina, tratando assim os sintomas da rinoconjuntivite alérgica e da urticária crônica.

Interações Medicamentosas

Alektos não deve ser administrado em conjunto com alguns medicamentos ou substâncias sem orientação médica, como medicamentos a base de cetoconazol, eritromicina, diltiazem ou lorazepam.

Alektos dá sono?

Sim, Alektos pode causar sono, pois a sonolência é um dos seus possíveis efeitos colaterais.

Laboratório

Nycomed GmbH Oranienburg-Alemanha

SAC: 0800-7710345

O genérico de Alektos é a Bilastina e outros medicamentos antialérgicos podem ser Desloratadina, Loratadina ou Montelair.

Dizeres Legais:

MS: 1.0639.0259
Farm. Resp.: Juliane D. Piotto Juabre

< Aldecina < Alektos > Alendil >
publicidade